• Depois do diagnóstico de ACC
  • Nosso símbolo

Central do Corpo Caloso


A rede brasileira de informações e comunicação para pessoas com anomalias cerebrais que envolvem o corpo caloso, suas famílias e os profissionais que trabalham com elas.

domingo, 10 de junho de 2012

Depois do diagnóstico de ACC

Quando uma criança recebe o diagnóstico de Agenesia do Corpo Caloso, os pais precisam saber que é necessário levá-la a vários especialistas. Não significa que a criança tenha problemas em todas as áreas ou que estará constantemente em atendimento com todos eles.
É preciso avaliar vários aspectos para tratar possíveis problemas de saúde, evitar complicações ou simplesmente saber que não há com que se preocupar.

Com o diagnóstico de ACC, é possível (mas, não obrigatório) uma variedade de outros problemas.

Quero ressaltar que o objetivo desta lista não é trazer preocupações, mas um direcionamento sobre o caminho a percorrer. É importante que em todas as especialidades você procure um médico da infância: neuropediatra, cardiopediatra, oftalmo-pediatra, etc...



Pediatra -Avaliação médica global e completa. Ter um bom Pediatra é fundamental, pois ele é quem vai fazer todo o acompanhamento no desenvolvimento da criança e terá percepção sobre as possíveis necessidades de encaminhamentos para outros profissionais.

Neurologista- Ele irá explicar sobre a formação do cérebro, a função do corpo caloso, as consequências da ACC. Também fará um exame clínico com perguntas e avaliações.  
Irá fazer um EEG (eletroencefalograma),  porque as crianças com anomalias cerebrais estão em um risco maior para desenvolver possivelmente convulsões. Peça orientações sobre como proceder caso isso aconteça.

Cardiologista - Fará o exame clínico,  Ultrassom e Eco-Doppler, para avaliar o formato e o funcionamento do coração.

OftalmologistaACC pode afetar o nervo óptico e sua visão. . Às vezes, as crianças que ter ACC tem um olho errante, eles podem preferir usar um olho para se concentrar em vez de usar dois olhos em conjunto. Há o risco de ter ambliopia (perda de visão permanente) se continuar a usar apenas um olho, porque o cérebro desliga a visão permanentemente para o olho que não está sendo usado. É importante fazer o acompanhamento para se ter certeza de que a criança está usando ambos os olhos. É importante a estimulação visual através de exercícios. Se houver dúvida com relação ao funcionamento da visão, será feito o exame PVE, Potencial de Evocado Visual,  ele avalia a transmissão do estímulo visual para o cérebro. Caso seja  diagnosticado displasia septo-óptica, a criança deve ser vista por um endocrinologista pediátrico, pois pode afetar sua hipófise e é grave.

Endocrinologista- Os hormônios do crescimento podem ser afetados como resultado de ACC. Se o crescimento do seu filho está fora da média avaliada pelo Pediatra, o indicado é consultar um endocrinologista pediátrico para testes e acompanhamento. A glândula pituitária (hipófise) está localizada na linha média no cérebro, perto da região do corpo caloso, assim é possível que ela  não funcione corretamente. Isso pode gerar uma puberdade precoce ou tardia, ou ainda a não entrada na puberdade. O acompanhamento adequado pode resolver esse problema.

Otorrinolaringologista- Um teste de audição deve ser realizada por um fonoaudiólogo para afastar qualquer possível perda auditiva. Além do "Teste da Orelhinha", há um teste de audição mais elaborado, é o BERA, uma Audiometria de Tronco Cerebral. Com o resultado você saberá se o atraso na fala da criança é por motivo de falta de audição ou por motivo neurológico e o fonoaudiólogo saberá como trabalhar de forma mais precisa.

Geneticista- Ele fará testes cromossômicos e genéticos.
Pedirá o exame cariótipo (que identifica apenas alguns tipos de síndromes) e outros exames que considerar necessário.
Existem muitas síndromes que podem estar associadas à ACC. No entanto, poucas são detectadas no cariótipo. Após fazer o exame de sangue (cariótipo), se nada for detectado, o Geneticista fará exames clínicos: um extenso questionário, análise das características físicas da criança e dos familiares (através de fotos), análise dos exames médicos, análise do desenvolvimento da criança, etc.
A existência de uma síndrome, não muda nossas atitudes, pois não existe um tratamento. A única orientação é a estimulação, em todos os casos, isolados ou associados.
A importância do diagnóstico está no fato de ficarmos mais atentos a algumas situações de saúde. Por exemplo, uma síndrome que tenha como característica  problemas no coração, os pais devem fazer uma investigação detalhada para cuidar do aspecto da saúde e do bem estar da criança.
A investigação também é importante para casais que desejam ter mais filhos.

Estimulação Precoce - Para casos de atraso no desenvolvimento são de grande importância o acompanhamento terapêutico com:
- Fisioterapeuta, podendo incluir Hidroterapia e Equoterapia.
- Fonoaudióloga.
- Terapeuta Ocupacional.

Podendo ainda participar de:
- Musicoterapia 
- Métodos alternativos como Therasuit.



Este artigo pertence à "Agenesia do Corpo Caloso" . Não copie nenhum conteúdo (texto ou imagem) sem nossa expressa autorização! Artigo 184 do Código Penal.